Raízes Mundanas

Entre filas e consumos,
fatos consumados.
Irmãos de sangue, de terra e de quebras constantes.
Brancos de alma negra, negros de alma clara,
índios de flechas certeiras.
Aromas tão conhecidos e tão estrangeiros...
as vezes imperceptíveis.
Estrofes enfileiradas que traduzem em burguesia e poesia
até os preconceitos mais reclusos.
Falhas, acertos, trechos da vida.
E das tantas pessoas de nossas próprias pessoas
que escorrem na transpiração dos nossos póros perdidos no caminho.
Perguntas se dispersam em encontros e desencontros.
Simplicidades brotam das malícias dos dedos pintados.
Saudades brotam da terra e dos gostos de infância.
Descobertas se deparam com receios,
dentre ruas ilusórias e ludibriantes.
Flores da verdade teimam em acordar nossas mentes,
e o confronto com os pulsantes atos do coração,
acabam em pedradas.
Entre pó e luz se faz a estrela,
e o inevitável e óbvio encantamento em ser o apenas.
Que rosa ou couve, crescem de um mesmo jardim,
cores de um mesmo arco-íris.
Semente, árvore e fim.
Riquezas efêmeras... Carne e veias...
Num mundo cão, latimos a poesia.

4 comentários:

Cicinho Bonneges disse...

Que bela inspiração, menina!!
um mixto de certeza e reflexão de alguém que busca coisas sólidas num plano transcendental, pois sabe que na fantasia é onde reside o portal de entrada pras realizações. Parabens!!
Encantado!

James Pizarro disse...

Obrigado por ler meu blog
Teu blog é lindo.
Volte sempre ao meu blog. Tenho um segundo blog só de textos :
www.professorpizarro.blogspot.com
Beijo

James

Romulo Narducci disse...

Magnífico, continuemos a latir poesias nesse mundo cão que nos devora diariamente! Beijos! Evoé!

José María Souza Costa disse...

Lindo
Harmonioso
Estou lhe deixando um convite
CONVITE
Passei por aqui, para lê o seu blogue.
Admirável. Harmonioso. Eu também estou montando um. Não tem as Cores e as Nuances do Vosso. Mas, confesso que é uma página, assim, meia que eclética. Hum... bem simples, quase Simplória. E outra vez lhe afirmo. Uma página autentica e independente. Estou lhe convidando a Visitar-me, e se possível Seguirmos juntos por Eles. Certamente estarei lá esperando por você, com o meu chapeuzinho em mãos ou na cabeça.
Insisto que vá Visitar-me, afinal, o que vale são os elos dos sorrisos.

www.josemariacosta.com-